Casamento na pandemia | Dicas preciosas para realizar o seu

Casamento na pandemia | Dicas preciosas para realizar o seu

Cerimônias mais intimistas, casamentos ao ar livre e respeitando os protocolos de segurança são alternativas para casamento na pandemia.

Por Evanise Moreira do Lejour

Casamento na pandemia, cuidados e adaptações. Foto: Freepik
Casamento na pandemia, cuidados e adaptações. Foto: Freepik

Em março de 2019, quando foi decretada a pandemia e o início do isolamento social, o mundo passou e continua passando por transformações diárias.

O setor de eventos, assim como tantos outros, sofreu grandes perdas, mudanças e precisou se reinventar.

E agora, quando casar?

Essa é a primeira pergunta feita pelos casais. Em meio a tantas mudanças, muitos casais mantiveram a cerimônia de casamento, porém em um formato reduzido e com poucos convidados. Cerimônias ao ar livre tiveram um aumento significativo nesse período de casamento na pandemia.

Andresa Vaz, da FICA Assessoria é enfática ao dizer que hoje não é possível ter certeza do tempo exato em que as coisas voltarão aos eixos, mas a expectativa da empresa é que no meio do ano as coisas estejam melhor por conta dos avanços com a vacina, e com isso o setor comece a retomar as atividades.

“Estamos sempre conversando com os profissionais do setor até mesmo para entender como está a saúde financeira de cada um e contar com profissionais capacitados e estruturados nesse momento é fundamental para se ter essa segurança”, revela Andresa.

O que pode em cada fase e o que não pode?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), bem como pelos governos federais e estaduais, o uso de máscaras em locais abertos e públicos é obrigatório, só podendo ser retiradas durante as refeições.

Quais são os decretos sobre casamentos na pandemia?

Durante um evento como casamento na pandemia deve-se evitar a participação de idosos e crianças nesses locais, pois há muita movimentação grande de pessoas nesses ambientes.

Além disso, pessoas com qualquer sintoma gripal ou outras enfermidades também devem evitar esses espaços.

O distanciamento entre os convidados deve ser, no mínimo, de 1,5 metros. Já os prestadores de serviços e fornecedores dos eventos devem usar obrigatoriamente, além das máscaras, os protetores faciais.

Ademais, todos os locais de eventos devem disponibilizar materiais de higiene como álcool em gel 70% em todas as áreas comuns.

Cuidados em todas as fases da pandemia. Foto: cottonbro no Pexels
Cuidados em todas as fases da pandemia. Foto: cottonbro no Pexels

Cuidados para casamento na pandemia

Eventos cancelados, reagendados e um turbilhão de coisas acontecendo ao mesmo tempo nesse meio, e claro, casais vendo seu sonho do Grande Dia sendo adiado, uma, duas ou mais vezes. Haja coração! Mas ainda é possível realizar seu casamento na pandemia com cuidados. Listamos alguns para ajudá-los na jornada.

  1. Desinfecção de ambientes

A limpeza em toiletes e áreas comuns também deve ser frequente, bem como a higienização e desinfecção das mesas, cadeiras e todas as superfícies de contato. E isso deve ser feito, também, ao longo da festa de casamento.

  1. Distanciamento

Assim como há regras para o espaço que realizará o casamento na pandemia. As mesas dos convidados devem ter uma distância mínima de 2 metros de uma para a outra.

  1. Definições de eventos nas fases do Estado de São Paulo

O Plano São Paulo, criado pelo Governo do Estado de São Paulo, tem como finalidade evitar a aglomeração de pessoas e preservar a saúde e segurança das mesmas através de medidas impostas de acordo com cada fase da pandemia do covid-19.

Fase 1 (vermelha): Somente atividades essenciais

Atividades não essenciais estão proibidas de funcionar, como eventos, restaurantes com público interno, shopping e demais.

Fase 2 (laranja): Proibidas festas com pista

  • Capacidade 40% limitada
  • Horário reduzido (8 horas): Após as 6h e antes das 20h
  • Obrigação de controle de acesso, hora marcada e assentos marcados
  • Assentos e filas respeitando distanciamento mínimo
  • Proibição de atividades com público em pé
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específico

Fase 3 (amarela): Festas com um número reduzido de pessoas

  • Capacidade 40% limitada
  • Horário reduzido (10 horas): Após as 6h e antes das 22h
  • Obrigação de controle de acesso, hora marcada e assentos marcados
  • Assentos e filas respeitando distanciamento mínimo
  • Proibição de atividades com público em pé
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específico
  • Fase 4 (verde): Festas liberadas, porém seguindo todos os protocolos de segurança e distanciamento social
  • Classificação na fase no período anterior de, pelo menos, 28 dias consecutivos
  • Capacidade 60% limitada
  • Horário reduzido (12 horas)
  • Obrigação de controle de acesso e hora marcada
  • Filas e espaços com demarcações, respeitando distanciamento mínimo
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específicos

Fase 4 (verde): Festas liberadas, porém seguindo todos os protocolos de segurança e distanciamento social

  • Classificação na fase no período anterior de, pelo menos, 28 dias consecutivos
  • Capacidade 60% limitada
  • Horário reduzido (12 horas)
  • Obrigação de controle de acesso e hora marcada
  • Filas e espaços com demarcações, respeitando distanciamento mínimo
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específicos
Protocolos covid-19. Foto: Freepik

Proteção para os noivos

Aprendemos, com a pandemia, que devemos nos resguardar e estar preparados para tudo!

Uma maneira de se precaver de possíveis imprevistos é contratando empresas que passem segurança e que ofereçam garantias em caso de algo inesperado.

Facilidades Lejour para os noivos

Nesse sentido, ao contratar um fornecedor do Lejour (colocar link nesta frase: https://painel.lejour.com.br/) e efetuar o pagamento através da plataforma Lejour Pay, o casal pode escolher pagar 5% do valor do contrato como medida de garantia da execução do serviço.

Em seguida, caso o evento seja cancelado, o fornecedor não cumpra com o que foi acordado ou haja qualquer outro imprevisto que impossibilite a realização da cerimônia e festa de casamento, o casal é ressarcido em 100% do valor pago.

Ou seja, não há prejuízos para o casal e o reembolso é devolvido integralmente aos noivos.

Entretanto, esse programa é válido somente para fornecedores do Lejour que possuem o selo Compra Garantida.

“Os três pilares do Lejour são: facilidade, economia e segurança. E o Compra Garantida é a inovação que vem de encontro ao nosso propósito no mercado wedding. Facilidade e garantia para os noivos e fornecedores. Segurança para que o sonho do Grande Dia seja realizado”, destaca Rodrigo Mestres, CEO do Lejour.

Protocolos covid-19. Foto: Freepik

Como casar – Tipos de cerimônias

Mini wedding

Cerimônias nesse formato comportam até 100 pessoas. Mas nem por isso devem ser desprezadas, pelo contrário, os casais podem optar por esse formato de casamento na pandemia sem abrir mão da sofisticação.

O que muda aqui é a quantidade de convidados. Com menos pessoas a segurança de todos é preservada. Além disso, o casal pode desfrutar de momentos incríveis ao lado de pessoas especiais.

Micro wedding

Primordialmente, este tipo de evento é feito para até 20 pessoas, isso mesmo, o micro wedding, como o próprio nome diz é micro, e é o tipo de celebração que deve conter no máximo 20 pessoas.

Nesse ínterim, em tempos de casamento na pandemia, a opção se tornou elegível para os casais que decidiram manter a cerimônia de casamento.

E assim como no mini wedding e no elopement wedding, os noivos podem personalizar o casamento e investir em alguma proposta que antes, com muitos convidados, estaria fora do orçamento do casal.

Protocolos covid-19. Foto: Freepik

Home wedding

A proposta aqui é realizar uma cerimônia ainda mais intimista e aconchegante na casa dos noivos ou na casa de algum parente ou amigo próximo do casal.

Nesse sentido, o que torna o casamento na pandemia uma celebração super intimista, fácil de organizar os fornecedores e os detalhes, prática e, diferentemente dos espaços alugados, não tem hora para terminar.

Por fim, na casa do casal tudo fica melhor ainda e a celebração ganha a personalidade dos noivos.

Protocolos covid-19. Foto: Freepik
Protocolos covid-19. Foto: Freepik

Elopement wedding

Um formato intimista que vem conquistando casais a cada ano e ganhou uma versão diferente, porém mais atrativa por conta das restrições de viagens e eventos, é o Elopement Wedding.

Assim como o micro wedding, ele pode ser realizado no Brasil, com todas as escolhas dos noivos, porém com um custo bem menor.

Invista em um cenário lindo, afinal de contas, o resultado será ter fotos incríveis de um momento ímpar.

Destination wedding campo ou praia

Cerimônias ao ar livre sejam no campo ou na praia é uma tendência que vem se fortalecendo ao longo da pandemia.

Com a restrição de grandes eventos, principalmente em lugares fechados, os casais têm como opção o campo e a praia para realizarem o casamento na pandemia de forma mais segura por ser ao ar livre.

Casamento on-line

Quem um dia iria imaginar se casando com transmissão on-line. Mas a pandemia trouxe essa tendência e possibilitou a realização do sonho de muitos casais, mesmo que a distância de concretizar o casamento na pandemia.

As cerimônias passaram a ser transmitidas por live streaming em tempo real, sendo acompanhada por familiares e amigos em qualquer lugar do mundo.

Fornecedores

Assim como os noivos estão passando por esse momento inesperado em suas vidas, os fornecedores de casamento na pandemia também estão suando a camisa para adequar novas datas na agenda de casamentos. E uma coisa é fato: 2022 será um ano de muitos casamentos.

Protocolos de segurança

No início da pandemia, a ABRAFESTA – Associação Brasileira de Eventos, criou um protocolo de segurança, saúde e higiene para ser seguido pelas empresas de eventos.

A entidade  reforça a importância da população se conscientizar de que o crescimento dos casos da covid-19 é uma realidade e que todas as medidas de segurança pela preservação da saúde devem ser seguidas à risca.

Por fim, claro, a máscara deve compor o figurino dos convidados e é essencial para a segurança de todos.

Ricardo Dias, presidente da Abrafesta, ressalta: “Devemos seguir cumprindo o nosso papel, quanto antes conseguirmos controlar a contaminação do coronavírus, antes retomaremos as nossas atividades. Pedimos reflexão e entendimento neste momento trágico”.

Protocolos covid-19. Foto: Freepik

Dados do setor de eventos

O setor é responsável por movimentar anualmente R$17 bilhões em eventos sociais. Com o cancelamento das atividades, os eventos, em geral, tiveram uma queda de faturamento de 98%.

A incerteza da retomada tem tomado conta dos profissionais do segmento e também daqueles que contratam seus serviços aqui, no caso, os noivos.

  • 60% das empresas pararam completamente.
  • 32% mudaram o modelo de negócio.
  • Apenas 8% dos eventos estão operando.

Especialistas são unânimes ao dizerem: se puder adiar, adie seu casamento para 2022/2023.

Dessa forma, é mais seguro e até lá você terá tempo suficiente para organizar melhor seu Grande Dia sem os transtornos que muitos noivos estão passando desde o ano passado.

Sobre o Lejour

O Lejour é uma plataforma gratuita que ajuda a planejar o seu casamento, onde criamos ferramentas inéditas para definir orçamento, encontrar fornecedores de confiança e ainda contratar tudo com segurança e tranquilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *